Cabelos

Transição Capilar: o que você precisa saber

Quando a onda dos cachos e crespos invadiu as cabeças e conquistou os corações, muita gente julgou ser apenas “moda”. Mas a principal razão pela qual os cachos continuam aparecendo sem parar é porque não é moda… é DNA!

Durante muitos anos, o tal “padrão de beleza” ditou que os cabelos mais bonitos são: lisos ou ondulados, “comportados” e sem volume. Quem aguentaria uma vida inteira preso em um ritual que parecia não ter fim para manter as madeixas lisas? Com o constante incentivo à autoaceitação, milhares de pessoas aposentaram suas chapinhas e químicas. E aí os cabelos naturais brotaram incríveis, como vieram ao mundo! A esse processo (do abandono da química ao total reconhecimento e orgulho do cabelo natural), deu-se o nome de “Transição Capilar”.

Hoje em dia, com tantos relatos e fotos, a Transição Capilar parece ser um processo fácil e rápido. Porém, como toda transformação na vida, leva tempo e requer um “ingrediente” essencial: a paciência.

Para passar pela transição, a primeira coisa que a pessoa precisa ter em mente é que o cabelo precisará de seu tempo natural de crescimento. Aos poucos, a parte transformada dos fios dará lugar aos fios novos e já em sua forma natural. E é aí que se encontra o maior desafio desse período: conviver com duas texturas de cabelo! Haja criatividade para lidar com tantas formas diferentes, para se acostumar com um volume diferente e, até mesmo, para conhecer o próprio cabelo! Mas a boa notícia é: passando por esse período, tudo fica mais fácil. Portanto, primeira dica para encarar a transição capilar é: tenha força e seja persistente, valerá a pena!

“Ah, mas o cabelo natural dá muito trabalho, né?”

Bom, depende do que você entende por “trabalho”. Para muitas, o ritual de retoque de químicas na raiz, as constantes finalizações (escova/chapinha) e o costume de evitar água/umidade já são um grande trabalho. Diante disso, acreditem: o trabalho se torna até menor quando você pega o jeito das finalizações.

Graças ao “Movimento do Cabelo Natural”, hoje já se aceitou que um cabelo bonito é um cabelo bem cuidado. E cuidar de nossas madeixas SEMPRE irá requerer carinho, tempo e investimento em bons produtos. Com os cabelos crespos e cacheados isso não é diferente: cronograma capilar e finalizações bem feitas são o grande segredo para manter os caracóis, o volume, o brilho e a saúde…

dicas: o que é essencial para uma transição capilar perfeita

“Como começo a transição capilar?”

Primeiro passo (e mais importante) para a transição capilar é a decisão. É essencial que você saiba de onde vem sua motivação para encarar um período tão transformador e cheio de novidades. É por curiosidade? Cansaço da rotina de químicas? Por achar que pode ser mais econômico? Por vontade de se “re-conhecer”? Enfim… São vários os motivos que podem motivar a transição capilar e o mais legal é que você tenha claro que está fazendo por você e que irá se amar e se propor a aprender desde o começo.

Depois disso, existem duas formas de encarar a transição capilar. A primeira é optando pelo corte da parte alisada (o chamado Big Chop, que geralmente resulta em cortes curtinhos); ou, em outros casos, encarando uma rotina de finalizações e modelagens que possam manter os fios mais compridos e as duas texturas diferentes em harmonia. Desta forma, você pode ir tirando a parte lisa aos poucos, sem deixar os fios muito curtos.

Vantagens da transição capilar com Big Chop

Você pode explorar looks, acessórios e pode redescobrir seu cabelo desde o comecinho, acompanhando seu crescimento e o modo como ele muda em cada fase de seu crescimento. Também fica livre para modelar o seu cabelo como ele é, desde o começo, sem ter que buscar formas para dar conta de dois tipos diferentes de textura. Você pode aproveitar este momento para brincar com seu estilo: novas formas de se maquiar, brincos maiores e mais coloridos e tudo o que for enfatizar a sua beleza como um todo.

Vantagens da transição global sem Big Chop

Você pode ir cortando aos poucos e, em cada corte, brincar com diversos estilos e formatos de cabelo. Você não terá o estranhamento de ter fios curtos, nem sentirá falta do cabelão! As diferenças de textura e até mesmo as necessidades dos diferentes tipos de cabelo poderão ser sentidas com precisão, logo, você pegará o jeito de cuidar dos cabelos aos poucos, percebendo o que dá certo na parte já natural e o que não funciona em um cabelo com química (e vice-versa). Se você mudar de ideia no meio do caminho, basta um bom retoque de raiz para suas madeixas ficarem novamente a seu gosto!

“Preciso usar produtos específicos?”

Como dissemos acima, vai depender da sua escolha. Um cabelo cacheado e/ou crespo precisa, naturalmente, de produtos muito mais ricos em óleos. Logo, produtos que “pesavam” nos fios quando lisos, agora, serão essenciais.

E não é porque a transição capilar dará adeus à parte alisada dos fios que elas não precisarão de tratamento. Será necessário realizar reconstruções e umectações para manter a parte com química saudável. E, claro, também tornarão os fios muito mais fáceis de modelar (afinal, cabelo desidratado e sem a oleosidade reposta, ressecam… e fios ressecados perdem a modelagem rapidinho).

Na dúvida: mantenha seu cronograma capilar em dia e não descuide da parte que ainda tem química!

“Posso usar secador e chapinha durante a transição?”

Poder, pode. Claro que fazer escova e chapinha irá deixar os cabelos mais baixos e lisos quanto você deixa a parte natural crescer. O problema é que o cabelo natural também se acostumará à modelagem lisa e, desta forma, será mais difícil saber se sua transição capilar está indo bem, se os cachos estão aparecendo direitinho. Aliás, é por esse costume que muitas pessoas disseminam que “uma vez que alisou, nunca mais os cachos voltam ao normal”. Voltam sim! Cabelo cacheado é assim por uma questão genética e, por mais que as tecnologias tenham avançado, nenhuma química ainda foi capaz de transformar o cabelo não-nascido. Mas o costume de alisar com fonte de calor, sim. Por isso, o ideal é evitar ao máximo essa rotina para deixar os cachos aparecerem sem problemas nem danos.

“Existe produto para voltar aos cachos?”

De uns cinco anos pra cá, todo ano, muitas marcas apresentam produtos inovadores, que prometem trazer seus cachos de volta em poucas aplicações. Porém, assim como as progressivas e alisamentos, esses produtos irão apenas modelar os fios. Além de tudo, os fios sofrerão danos, uma vez que alteram sua estrutura, sem garantias de que os cachos se manterão.

Antigamente, inclusive, muitas pessoas optavam pelo chamado “Permanente”, que era feito com um produto químico super forte. Esse procedimento consistia na química + modelagem com “bigudins” ou bobes para cachear os fios. Além dos danos, eram necessárias várias aplicações pois o efeito se perdia rapidamente. É mais ou menos isso que os produtos atuais fazem, apenas sob novos nomes!

Sendo assim, se a transição capilar foi considerada justamente para libertar seus fios de tantos agentes químicos, não faz sentido submetê-los a mais químicas apenas para “maquiar” o desenvolvimento dos cabelos.

Se a diferença de texturas está incomodando ao máximo ou é muito difícil de lidar, existem diversas alternativas:

  • Tranças, box braids, dreads e alongamentos, principalmente por darem uma unidade ao cabelo, manterem o comprimento e não danificarem a parte natural que está crescendo (quando feito por bons profissionais, é claro).

Como alternativa, use e abuse dos modeladores, fixadores, turbantes, lenços… Enfim: crie com acessórios para dar uma ajuda e doar ainda mais personalidade aos penteados durante essa fase.

“Quando sei que está na hora de cortar?”

Simples: quando você sentir que chegou a hora. Simples assim! Em determinado momento, você sentirá segurança para partir para um bom corte. Ou, ainda, quando menos esperar, o cabelo já cresceu e restam poucas pontas a serem retiradas. Tudo isso vai depender da sua experiência, inspiração e preparo. Achou que chegou a hora? Prepare o corte e descubra-se novamente!

O importante é apaixonar-se por si em cada passo de uma transição. Muita gente pode achar que é “apenas cabelo”, mas não é. É algo que parte da necessidade de se desprender de um antigo estilo ou de velhos hábitos. É uma vida totalmente nova, de redescoberta, de reaprendizado sobre si e sobre a própria beleza. É um período tão transformador que poderia até ser chamado de “metamorfose capilar”. Mas sempre tenha em mente: faça por você e para você!

INSPIRE-SE!

Confira quem são as celebridades que voltaram ao cabelo natural e estão simplesmente DIVINAS!

Você também pode gostar de:

cachos de novela lançamento left cosméticos
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *