Tendências

Pele: Cuidados no Inverno

Olha a temperatura baixinha batendo à nossa porta, gente! E quando isso acontece, o que fazemos automaticamente? Sim, corremos para nos aquecer. E isso, logicamente, engloba aumentar a temperatura da água do banho. Aconchegante, quentinho, perfeito… Não, na verdade SERIA perfeito se não fosse o fato de que a água mais quente não é nada saudável para a nossa pele.

Antes que você pense que isso é uma lenda, imagine: quando lavamos a louça e queremos retirar gorduras com maior facilidade, o que fazemos? Colocamos água quente e um detergente em maior quantidade. Assim, a gordura se solta tranquilamente, sem muito esforço, certo? Pois bem… Com a nossa pele acontece o mesmo. Água quente e sabões fortes ocasionam, irremediavelmente, a perda fácil da oleosidade natural e hidratação da nossa pele, levando-a ao ressecamento e até mesmo ao envelhecimento mais acelerado.

Mas calma, não precisa se desesperar! Não é preciso aderir à tortura da água gelada em pleno inverno, não. Existem maneiras de minimizar esse ressecamento e é sobre isso que conversaremos.

Em primeiro lugar saiba qual o seu tipo de pele

Cada organismo é um organismo e cada pele tem uma necessidade específica. O primeiro passo para um tratamento eficiente durante o inverno é reconhecer qual é o seu tipo de pele. Isso te facilitará a buscar soluções voltadas especialmente para a sua necessidade durante o clima frio. Por exemplo: peles envelhecidas e com tendência ao ressecamento precisarão de uma dose extra de hidratação, sabonetes específicos (geralmente com fórmulas hidratantes e suaves) e uma água em temperatura moderada para garantir os cuidados mais básicos.

Isso não significa que as peles mais oleosas ou mistas estão livres para usar e abusar da água quente, por exemplo: o excesso de calor pode elevar a produção de sebo, causando o efeito-rebote pelo excesso de oleosidade. Consequentemente, essa produção acelerada pode levar a pele a obstruções de póros, acne, caspa, inflamações epiteliais e tantos outros problemas similares.

Portanto, respeite a característica da sua pele antes de investir em receitinhas e tratamentos por aí, ok?

Algumas dicas para facilitar a identificação do seu tipo de pele. *Autoria da imagem desconhecida, caso seja o autor, por favor, entre em contato para darmos os créditos devidos.

Óleo ou Hidratante de Banho, funciona?

Eis uma pergunta muito recorrente quando essa época do ano chega. Com o frio vem aquela preguicinha de passar qualquer creme hidratante após o banho, né? Ninguém quer ficar exposto ao vento por mais tempo do que o necessário.

Os óleos e os hidratantes de banho são muito consumidos nesta época do ano. Porém, cuidado: o óleo, por exemplo, é ótimo em manter a hidratação do corpo, mas ele também evita a penetração da água (e a reidratação da mesma). A dica, então, é utilizá-lo na hora do último enxágue mesmo, em quantidades pequenas e sempre espalhando bem, sem concentrar produto ou pausar por muito tempo em uma área específica. É aplicar, enxaguar e pronto!

Nossa sugestão é optar pelos hidratantes de banho, já que possuem fórmulas mais leves e permitem uma maior penetração de água na pele.

Em todos os casos, lembre de sempre TOMAR MUITO CUIDADO com o piso do seu banheiro, que pode ficar escorregadio e ocasionar algum acidente por causa disso!!!

cuidados pele no inverno

Sabonete: utilize com moderação!

Se você é do tipo de toma 2 ou mais banhos por dia, qualquer que seja o motivo, atenção! O sabonete deve ser usado com moderação durante o inverno. Isso significa que apenas em um dos banhos você deve utilizar o sabonete por todo o corpo, mesmo que ele seja hidratante. Nos demais, procure apenas espalhar a água e retirar sujeiras apenas com a fricção dos dedos (ou usar sabonete apenas em partes como axilas e virilha). Isso evitará que a adstringência do sabonete retire mais oleosidade e água que necessário, ajudando a manter sua pele macia e saudável.

As mãos também precisam de cuidados

As nossas mãos são as grandes aliadas e responsáveis por diversas coisas na nossa rotina. Cuidar com carinho de quem tanto nos ajuda é quase que uma obrigação (risos). Como dissemos, no inverno nós costumamos sentir a nossa pele mais seca e as “linhas” parecem ficar mais visíveis. Isso também acontece com as mãos!

Como as lavamos muitas vezes ao dia, e, por estarem em contato com muitas substâncias que podem ser abrasivas, nessa estação, comumente seca no nosso país, é imprescindível:

  • Realizar hidratações constantes: uma boa pedida é andar com um creminho próprio para as mãos na bolsa e, sempre que higienizá-las e secá-las, aplicar;
  • Optar por sabonetes mais suaves;
  • Evitar água quente e lavagens desnecessárias;
  • Utilizar luvas em tarefas como a lavagem de louça ou da casa.

Área dos olhos: ATENÇÃO REDOBRADA!

Não há dúvidas de que a área dos olhos é uma das mais sensíveis quando falamos em ressecamento da pele. Independente do motivo: envelhecimento da pele ou uso constante de maquiagem, o fato é que durante a estação essa área tende a ressecar ainda mais.

Seja qual for o seu caso, uma ótima dica é substituir loções e demaquilantes à base de álcool. O shampoo de bebê é uma ótima pedida e a assepsia e/ou retirada de maquiagem pode ser feita no banho mesmo.

Se a pele irritar demais por alguma razão, vale também usar pomada de bebê (de preferência à base de D-Pantenol/ pró-vitamina B5). Aplique na área dos olhos antes de dormir, sempre com cuidado para o produto não entrar em contato com os olhos.

Protetor solar sempre!

O dia está frio, céu nublado, daqueles que parece até que “o dia virou noite”? Não importa: a aplicação do protetor solar é simplesmente INDISPENSÁVEL! Opte pelas versões mais hidratantes, mas aplique a mesma quantidade que a de costume. Mesmo que não vejamos a presença do sol, a sua radiação está presente e todo cuidado é pouco.

Capriche na purificação e remineralização, mesmo no frioPele: cuidados como máscaras de argila

Além das dicas anteriores, uma recomendação é não abrir mão de tratamentos mais profundos da pele. Máscaras, peelings e até mesmo tratamentos com argilas (já falamos um pouco delas por aqui) são indispensáveis para manter a pele íntegra, hidratada, remineralizada e radiante. Pode substituir a água fria de costume pela água mais morninha, sem problema algum. O importante é não parar os cuidados e caprichar em um tratamento mais profundo ao menos duas vezes no mês.

Faça uma visita ao seu profissional de confiança

Você trata a pele como de costume, mas ainda assim, ela insiste em ficar mais ressecada do que o normal. Ou também você sente que ela está mudando de comportamento, textura, etc… Vale a pena fazer uma visitinha ao seu médico de confiança para saber como anda a saúde da sua pele. O profissional responsável por esta área do corpo é o dermatologista!

Lembramos que este é o maior órgão que temos em nosso corpo e merece todo cuidado, carinho e atenção. Com o passar do tempo, a pele vai se modificando pela ação da idade, do clima e diversos outros fatores. Por isso, a dica de consultar um especialista é algo que jamais vai sair de moda, independente da estação.

Peles muito ressecadas e/ou feridas

Já falamos sobre os cuidados com a pele no inverno, que ficam naturalmente mais ressecadas. Porém, caso sua pele esteja tão ressecada a ponto de criar feridas, o recomendado é que seja consultado um dermatologista. Ele provavelmente recomendará cremes medicamentosos especiais a base de ureia para o tratamento destas áreas. Principalmente os pés costumam ficar bastante machucados e “rachados” nesta época do ano.

Você pode gostar também de:

Compartilhe nas redes sociais
error0
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
error

Gostou do Blog? Compartilhe com amigos!