Seu Mundo, Seu Jeito

Deixe o Sedentarismo de lado: Xô, preguiça!

Comece a fazer exercícios e saia do sedentarismo

Já estamos praticamente na metade do ano e quem aqui não pegou a listinha de Resoluções do Ano Novo para conferir e percebeu que, mais uma vez, deixou as atividades físicas de lado? Adiar aquela promessa de praticar mais exercícios e ter uma melhor qualidade de vida, saindo do sedentarismo, parece mais fácil do que colocar em prática esse famoso item da lista.

Ok, nem todo mundo está nessa fase da “preguicinha” (como nós, risos), e já retomaram a vida fitness com “foco, força e fé”… nesse caso, parabéns! Continue assim e nos inspire! Porém, se você que está lendo esse post compartilha da nossa realidade (e vontade de fazer acontecer), vem com a gente, vamos dividir algumas dicas bacanas para ter um pouco mais de ânimo e disciplina nessa retomada e assim, afastar de vez o bichinho do sedentarismo da nossa rotina. Vamos começar?

Os benefícios de praticar esportes

Praticar esportes ou atividades físicas ajuda a diminuir os níveis de colesterol, controlar diabetes, além de equilibrar a pressão arterial e melhorar a capacidade respiratória. Quando você não pratica pelo menos 40 minutos de atividades ao dia, nem que seja uma simples caminhada, entra em um estado de sedentarismo.

O sedentarismo, principalmente se aliado a maus hábitos como a má alimentação e o tabagismo, acaba diminuindo sua expectativa de vida e aumentando as chances de diversas doenças, como a pressão alta e infartos.

Sedentarismo: o novo estilo de vida sedentária
O novo estilo de vida sedentária. Mude essa realidade!

Escolha algo que você goste e tenha prazer!

Há quem ame ir à academia, usar diversos aparelhos, cumprir desafios em grupo e incansáveis séries de exercícios. Já outras pessoas preferem atividades mais leves como Yoga, Tai Chi Chuan, dança, etc. Acreditem: hoje em dia existem inúmeras opções para quem quiser botar o corpo para se mexer. Independente do seu nível ou do grau de dificuldade que o treino exija.

Prefere se exercitar em casa?

Existem muitos locais para a prática de atividades esportivas, como parques, academias, salões… mas saiba que, se exercitar em casa é possível (e pode até ser mais barato). Cuidado apenas com o tipo de exercício escolhido e não se esqueça de contar com o auxílio de um profissional no início.

Portanto, primeiro pense com carinho qual será atividade escolhida para só depois realizar a matrícula, caso não vá fazer em casa. E não se engane: todo mundo tem algo que gosta de fazer, sim. Experimente e comprove!

Saia do Sedentarismo fazendo exercícios em casa

Faça do celular um aliado!

Ouvir música enquanto corre pode ajudar
Ouvir música enquanto corre, pode animar mais!

Dizem que o celular veio para tornar a nossa vida mais monótona e solitária, mas, nesse caso, ele pode ser um aliado! Você pode utilizá-lo preso ao corpo para ouvir música enquanto corre ou faz seus exercícios, por exemplo. Existem também diversos aplicativos que podem te ajudar a controlar a dieta, montar cardápios, marcar treinos, etc. Confira algumas sugestões de aplicativos gratuitos que são uma mão na roda:

  • Want2Play: esse aplicativo surgiu com a ideia de encontrar pessoas da região que queriam realizar atividades físicas, mas não encontravam companhia. Basta baixar o aplicativo, se conectar com sua conta do Facebook e permitir o acesso ao GPS. O aplicativo mostrará quais são as atividades já marcadas na sua região, com local, data e hora. É uma ótima forma de conhecer pessoas e ainda ter um motivo a mais para não deixar a atividade física de lado. Clique aqui para IOS e aqui para Android.

 

  • MyFitnessPal: funciona como um contador de calorias para ajudar na dieta. Após baixar o aplicativo, você fará seu cadastro e selecionará se deseja perder, manter ou ganhar peso. Você responderá perguntas sobre nível atual de atividade física, sexo, idade, peso, altura, entre outros. Autorize o aplicativo e ele já mostrará, baseado nas informações inseridas, qual será a sua meta de calorias diárias. Insira todos os alimentos consumidos durante o dia e assim, monitore as calorias para chegar no seu objetivo dia após dia. Acesse aqui para IOS e aqui para Android.

 

  • Runtastic: seria o seu “personal trainer” de corrida e caminhada. Ele calcula distância, altitude e velocidade, além de monitorar calorias gastas e a frequência cardíaca. Ah, o aplicativo consegue diferenciar caminhada e corrida! Para aqueles mais comunicativos, ainda há a possibilidade de compartilhar nas redes sociais o andamento das atividades! Clique para para IOS e aqui para Android.

Sugestões divertidas e diferentes de exercícios

Se um dos seus motivos para não praticar esportes é a falta de criatividade nas atividades, que tal pensar fora da caixa e procurar algo mais diferente e exclusivo?

Lembre-se que não há idade, sexo ou (falta de) experiência que proíba sua participação em qualquer atividade, apenas realize um check-up antes para conferir se há alguma limitação ou recomendação e encontre uma turma adequada:

  • Aula de Circo: nessas aulas são passadas técnicas circenses utilizando cordas e tecidos pendurados no teto para acrobacias, bolas gigantes para atividades de equilíbrio, trapézios (em alguns casos), assim como atividades mais lúdicas. O importante aqui é, além da prática do exercício, é claro, o estímulo à imaginação e à criatividade. É uma boa escolha para quem gosta de desafios.
  • Balé Fitness: une a dança aos exercícios de fortalecimento. Os benefícios do balé são inúmeros, como a postura, o alongamento e o equilíbrio. Junta-se à essa atividade, o fortalecimento de áreas como as pernas e também o gasto calórico.

  • Hidroginástica: essa atividade é um pouco injustiçada, digamos assim, porque a maioria das pessoas enxerga como exercícios muito leves indicados a pessoas de mais experiência (idosos). Porém, são atividades que além de auxiliar a queima de calorias, trabalham também a saúde mental, aumentam a resistência muscular, melhoram a flexibilidade, etc. Um ponto positivo extra? Por ser realizado dentro de uma piscina, a água diminui o impacto e isso é ótimo principalmente para pessoas com problemas nas articulações ou que estejam com restrições como as gestantes.
  • Standup Paddle: em Português seria “remo em pé”. Esse esporte é feito em uma prancha de surfe, com remos, o que facilita o equilíbrio e a prática. Inicialmente surgiu para que os instrutores de surfe pudessem tirar fotos dos turistas que iam visitar as ilhas havaianas, mas que tinham dificuldade em se manter em pé na prancha. Hoje no Brasil é um esporte que vem despertando mais e mais interesse, principalmente pelos amantes de natureza, pois permite um contato muito próximo com o mar e a areia.
  • Slackline: um dos esportes que mais trabalha o equilíbrio. Praticado sobre uma fita esticada entre dois pontos fixos, permite que o praticante ande e faça manobras. Há, ainda, algumas variações como  o Waterline, cuja fita é esticada acima do nível de um rio, por exemplo, Highline, em grandes alturas (como em montanhas e pontes) e Longline, para distâncias longas.
  • Patins: muitos de nós quando crianças ganhamos em algum momento um par de patins. Ah, que maravilha andar sob rodinhas, de forma rápida e fazendo grandes curvas, não é verdade? Andar de patins é uma atividade que pode ser extremamente prazerosa para adultos. Trabalha: auto controle, coordenação motora, equilíbrio, oxigena mais o cérebro, modela cintura, pernas e bumbum (que maravilha!). Se quiser deixar ainda mais legal, recorra às pistas de patinação disponíveis em parques ou montadas para a prática. Assim como o Slackline, em níveis mais avançados, há variações de treinos: fitness (para corrida), artística, street (manobras de rua como em corrimões), slalom (manobras de solo, coreografadas ou não), entre outras.

  • Skate: outra atividade que se restringia somente a crianças e grupos considerados de periferia. O skate conquistou o coração de muitas pessoas e hoje é possível ver crianças, adolescentes, adultos, famílias inteiras em parques e praças do país praticando a atividade. Proporciona os mesmos benefícios dos patins, com um foco um pouco maior em força e resistência.
  • Pole Dance: conhecida também como “barra americana” é uma dança praticada em uma barra que vai do chão ao teto. Ainda é pouco popular entre os homens, mas muitas mulheres aderiram até mesmo como forma de melhorar a sua auto estima. As danças ensinadas nas aulas de Pole Dance são consideradas sensuais e, ao aprender a utilizar e conhecer melhor os músculos do corpo, acabam se tornando pessoas mais seguras.

A Agenda é Fundamental!

Se você for se exercitar em uma academia, provavelmente receberá um cronograma para cumprir dentro da frequência determinada pelo profissional, inclusive com um treino adaptado para seu tipo de corpo e objetivos. Tente cumpri-lo e torná-lo um hábito. Caso prefira fazer algo “por conta”, tenha horários definidos e dias certos, como se fosse a uma academia, porém o compromisso será único e exclusivo com você.

Compromisso, aliás, é uma das palavras-chave para se iniciar qualquer rotina de cuidados. Seja com o nosso corpo, mente, pele ou cabelo. Nenhum resultado (saudável) acontece de forma rápida, por isso, nada de pular treinos!

Defina metas

Uma boa maneira de se esforçar para seguir um cronograma “Xô sedentarismo” é definir metas. Atenção: seja realista e estabeleça metas atingíveis, assim você se animará cada vez que cumprir aquele objetivo. Exemplo: se você deseja perder peso, faça um planejamento mensal listando objetivos em quantidade e até mesmo com um plano de ação, definindo as atividades e o cardápio da semana. Comemore a cada conquista!

Chame um amigo ou parente

Praticar atividade física com uma companhia é bom porque ajuda a passar o tempo mais rápido, trocar experiências e, naqueles dias que pensamos em não ir, nos convence a não parar. Por isso, chame aquela pessoa especial para acompanhar ou já ponha em prática a dica que demos do aplicativo para encontrar pessoas com o mesmo objetivo e vá! Dependendo da atividade escolhida, até mesmo seu filho pode fazer parte. Tenho certeza que serão momentos ainda mais prazerosos!

Chame o namorado para correr junto

Comece pegando leve!

Fisicamente, a prática de atividades físicas auxilia na liberação dos chamados “hormônios do prazer”, como a endorfina, a adrenalina e a serotonina. É muito comum perceber que assim que você começa a se exercitar, tudo fica tão legal que você se percebe em estado de euforia e, quando vê, não tem nem vontade de parar.

Vá com calma! Não é porque você se animou para sair do sedentarismo, que deve “ir com tudo”. Consulte sempre um profissional habilitado para orientar quanto à frequência ideal para você e pegue leve! Comece com tempos e séries curtas, adequadas para o nível iniciante. Essa fase é fundamental para adquirir condicionamento físico para, só depois, passar para novos níveis de dificuldade e desafios. Desrespeitar o período inicial de adaptação pode transformar suas atividades físicas em um risco contínuo de lesões. Todo cuidado é pouco, ok?

Conforto é importante!

Invista em roupas confortáveis e acessórios adequados para seu biotipo

Não precisa sair comprando tudo quanto é coisa fitness que encontrar por aí, mas se permita ter uma roupa confortável para seu momento de exercícios e, caso vá investir em outros acessórios (elásticos, halteres, cordas, colchonetes) tenha a certeza de que tudo está de acordo com seu condicionamento e biotipo, afinal, não queremos começar com uma lesão logo de cara, né?

Utilize sapatos apropriados para esportes

Tênis e sapatos também são itens que requerem atenção ao escolher: opte por modelos que tenham o seu tamanho exato, amortecedores e que sejam de material absolutamente confortável (que não vá causar bolhas, apertos ou calos). Os tênis são importantes para garantir uma boa execução dos exercícios e, claro, a saúde da coluna e articulações.

Escolher a roupa certa para fazer exercício

Não descuide da alimentação

Aliar exercícios + alimentação é importantíssimo. Fator fundamental para o sucesso da prática esportiva, uma alimentação balanceada, repleta de nutrientes diversificados e com o mínimo possível de industrializados pode, inclusive, favorecer os resultados para o corpo e mente.

O Poder da Alimentação Saudável

Se alimentar da forma correta é essencial para termos “combustível” para a realização de tarefas do dia a dia. Mas, o seu papel mais importante é aquele de trabalhar o organismo. A escolha de bons alimentos proporciona, entre outras coisas:

  • fim da fadiga;
  • a aceleração da recuperação de doenças e de cirurgias;
  • um melhor aspecto de pele, unhas e cabelos;
  • mais força muscular (diminui flacidez);
  • menos incidência de doenças de todos os tipos;
  • alta imunidade.

É importante frisar que: devemos escolher um cardápio ideal para nosso organismo, metas e rotina, pensando não somente no pré e pós treino, mas também em todas as outras refeições do dia. O profissional indicado para a elaboração da rotina alimentar é o nutricionista. Faça uma consulta com este especialista para nunca mais sofrer com o efeito “sanfona” e com diversos problemas de saúde que, muitas vezes, são causados pela (má) alimentação e não sabemos.

Alimentação saudável para uma vida mais animada

Dicas para controlar a vontade de doce

Você é uma formiguinha e não resiste a um doce? Apesar de saborosos, a maioria dos doces (em especial os industrializados) traz muitos conservantes e o açúcar, que, além de fazer mal, enche seu corpo de calorias desnecessárias.  O que fazer então para não cair em tentação?

  • o mais importante e que parece óbvio, mas não é: NÃO TENHA DOCES EM CASA! O fácil acesso às delícias é um motivo a mais para você sucumbir à elas.
  • acha difícil não comer doces? Pegue umas horinhas no final de semana e prepare doces saudáveis para deixar à disposição (exemplo: sorvete de frutas, cookie de banana e aveia, barrinhas de cereal;
  • se a dificuldade for muita, diminua aos poucos o consumo. Melhor fazer dessa forma do que não não fazer;
  • evite adoçar líquidos ou utilize opções mais saudáveis e em menor quantidade;
  • troque café por chá, por exemplo. Um chá sem açúcar é mais fácil para o paladar se acostumar.

COMECE!

Já escolheu o que quer fazer, como quer fazer, e já providenciou tudo? Chegou a hora de se mexer!

Não perca mais tempo: levante agora mesmo, alongue os membros, respire fundo e vá começando devagar. Dizem que daqui a alguns meses e anos você vai agradecer por ter decidido começar exatamente agora. E então, vamos todos juntos?

Você pode gostar também de:

Siga-nos!
RSS1k
Follow by Email76
Facebook0
Twitter2k
LinkedIn768
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curtiu? Compartilhe!