Cabelos

Cronograma Capilar: Reconstrução

Cronograma Capilar é um assunto que tem muito a ser explorado. Após explicarmos como iniciar essa rotina de tratamento que vai te ajudar a recuperar os danos dos fios (clique aqui e leia mais sobre o Cronograma Capilar), as dicas de hoje serão sobre a reposição de massa e proteínas essenciais e básicas dos fios, ou seja: reconstrução capilar!

Reconstrução Capilar é uma das etapas mais delicadas de um Cronograma Capilar pois requer necessidade e frequência dosadas na medida certa para não haver algum risco para seus amados cabelos.

A Reconstrução Capilar pode parecer de início uma etapa complicada, mas nós do Beleza Simples garantimos: não é! Existem alguns cuidados e dicas importantes desta etapa que é a garantia da integridade dos seus fios e, claro, da vida saudável deles e vamos esclarecer todos estes pontos agora.

Reconstrução, Restauração e Reposição de Massa é tudo igual?

Sabemos que o excesso de nomenclaturas pode confundir as ideias na hora de buscar informações sobre a reposição de proteínas das madeixas. De forma objetiva, esses termos se referem, basicamente, à mesma coisa, sim.

A Reconstrução, como dissemos anteriormente, é isso: a reposição da massa capilar perdida todos os dias, por várias razões possíveis. Assim como os fios tendem a perder água e óleo no cotidiano, também perdem-se proteínas e aminoácidos essenciais.

Diga-se de passagem: a queratina é o componente básico dos fios de cabelos, porém, existem outros aminoácidos que auxiliam na manutenção da massa capilar. Com o auxílio dessa “cola”, a queratina não se desprende tão fácil e o risco de quebra e enfraquecimento diminui drasticamente.

Reconstrução Capilar: pontas duplas, o que fazer?

Preciso mesmo fazer uma RECONSTRUÇÃO?

Sim, todos os cabelos precisam repor massa, até porque a perdemos diariamente por vários fatores. Atente-se, há um porém: apesar de muito importante, a Reconstrução Capilar não deve ser realizada consecutivas vezes nem em curtos espaços de tempo. Isso porque, assim como a falta de proteínas e aminoácidos pode enfraquecer o cabelo, o excesso também não é bacana (aliás: tudo que é demais, já sabemos no que dá).

Resultados do excesso de Reconstrução Capilar

Conhecemos como “efeito rebote” o resultado insatisfatório após um procedimento reconstrutor. Ele acontece justamente pela saturação dos componentes no fio: quando eles já não tratam ou ajudam, acabam prejudicando. Os fios ficam rígidos, opacos e com as famosas pontas espigadas. Portanto: atenção à frequência de aplicação, ok?

Frequência Indicada de Reconstrução

De um modo geral, fios alisados, tingidos ou submetidos a químicas diversas precisam de maior reposição de massa do que os fios mais naturais e sem químicas. O espaçamento entre as utilizações das máscaras de reconstrução em cabelos danificados deve ser de 8 a 12 dias. Pessoas que usam e abusam de piscina, mar e afins, também podem seguir essa recomendação.

Para os fios naturais e saudáveis, que seguem um cronograma próprio, e não são submetidos a danos severos (como químicas, sal, cloro, etc) o intervalo de reconstrução deve ser de 15 ou 30 dias.

Como Escolher Bons Produtos de Reconstrução Capilar

Os melhores produtos de reconstrução, em geral, são os que contém em suas fórmulas proteínas e aminoácidos básicos para a reposição da massa perdida pelos fios. Dentre os principais componentes que você pode encontrar nas boas máscaras reconstrutoras, podemos destacar:

  • Queratina;
  • Cisteína;
  • Arginina;
  • Creatina;
  • Proteínas hidrolizadas (trigo e leite);
  • Colágeno.

Como fazer uma boa Reconstrução?

O procedimento reconstrutor com máscaras capilares é basicamente igual às aplicações de produtos de outras etapas, porém, alguns cuidados devem ser tomados para que você possa obter o melhor resultado possível e fazer com que seus efeitos durem muito mais:

  1. Lave os fios pelo menos duas vezes com shampoo, para que todos os resíduos sejam retirados e as cutículas fiquem bem abertas. Para quem não é adepto do No ou Low Poo (técnicas de lavagem dos fios, falaremos delas em outro post), utilize um shampoo antirresíduos de sua preferência. Para quem segue alguma das técnicas, utilize o higienizador mais limpante que você possua. Enxágue com água abundante;
  2. Retire o excesso de umidade dos fios e aplique sua máscara reconstrutora. Se quiser um tratamento mais intenso, aplique uma queratina líquida e deixe-a em repouso nos cabelos por 10 minutos, antes de aplicar o creme;
  3. Massageie os fios, mecha a mecha, enluvando bem. Penteie o produto nos cabelos para garantir que ele espalhe de forma homogênea. Se preferir, pode utilizar uma touca enquanto o produto está em pausa;
  4. Enxágue os fios após o tempo de pausa sugerido pelo fabricante, com água de morna a fria e abundantemente, até que não restem resíduos da máscara nos fios;

Finalização: o segredo da Reconstrução Perfeita
Reconstrução Capilar: a importância da finalização

Se pudéssemos fazer uma analogia, a reconstrução capilar seria como “tampar” os buracos e as fissuras que se formam nos fios pela perda de massa. Pensando nisso, é importante finalizar essa etapa do tratamento com alguma fonte de calor. Isso garante que tais componentes se “fundam” com a queratina dos fios e permaneçam por mais tempo no lugar.

Finalização de cabelos alisados, lisos, ondulados, etc.

Pode-se finalizar esse tipo de fio realizando uma escova e uma chapinha bem caprichadas, com os aparelhos sempre em temperatura moderada. Isso ajudará na fixação da queratina e na selagem das cutículas.

Finalização de cabelos crespos, cacheados (ou ondulados que não gostem de escova e chapinha)

Ok, você é crespa, cacheada ou ondulada e não curte fazer escova ou chapinha em hipótese alguma? Não tem problema! Você pode aplicar um bom óleo ou finalizador com fator de proteção térmica, um leave-in ativador de cachos e secar as madeixas com o secador bem quente e um difusor, para fazer a fixação dos componentes sem perder a forma dos caracóis.

Selagem e Cauterização

Existem procedimentos mais complexos que se unem à Reconstrução Capilar para manter a massa dos fios sempre reposta, como é o caso das Selagens e Cauterizações. Como costumam ser procedimentos mais delicados e com produtos que podem confundir um pouco a atenção na hora da compra, falaremos deles detalhadamente em uma nova postagem, combinado?!

Na dúvida…

Caso sinta dificuldades em realizar essa etapa, é bacana bater um papo com seu profissional de confiança para que ele oriente quanto aos produtos e a frequência ideais para o seu caso.

No fim, o importante é ter os cabelos sempre íntegros e saudáveis, afinal, quem tem que abalar as estruturas é você e não os seus cabelos, certo?

Você tem alguma maneira diferente de cuidar das madeixas na reconstrução? Conte para nós nos comentários!

Beleza Simples: O Portal da Beleza Descomplicada!

Siga-nos!
RSS1k
Follow by Email76
Facebook0
Twitter2k
LinkedIn768
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curtiu? Compartilhe!