Cabelos

Cronograma Capilar: Nutrição

Agora que já falamos um pouco do Cronograma Capilar (clique para ler) por aqui no Beleza Simples, chegou a hora de conhecer mais sobre cada etapa do cronograma. Nossas próximas dicas serão sobre Nutrição Capilar!

A Nutrição Capilar é uma das etapas mais bacanas e importantes de um Cronograma Capilar. Cada cabelo tem uma necessidade diferente de reposição de óleos, porém, todos precisam. Sem mais delongas, vamos entender melhor sobre a Nutrição.

NUTRIÇÃO CAPILAR: O QUE É?

Os cabelos possuem 3 necessidades básicas de reposição: a de água, de óleo e reposição de massa. A Nutrição é a reposição de óleos e lipídeos nos fios. Isso significa que ela é a reparação da camada “gordurosa”, importante para a saúde de todos os tipos de cabelos. A camada lipídica dos fios é responsável pela proteção da queratina e por manter a água dentro da fibra capilar por mais tempo. Ou seja: ela retém os componentes importantes no interior da haste do cabelo.

Qual a frequência ideal de uma Nutrição Capilar?

A Nutrição é a segunda etapa mais frequente de um Cronograma Capilar. Dependendo do seu tipo de cabelo, ela pode ser feita de uma a duas vezes na semana. Alguns tipos de cabelos precisam mais de óleos do que outros.

Os cabelos crespos e cacheados, por exemplo, precisam de mais reposição pois perdem a camada oleaginosa com maior facilidade. Esse tipo de cabelo requer ao menos duas nutrições semanais.

Cabelo oleoso pode fazer a etapa de Nutrição?

Cabelos oleosos tendem a produzir naturalmente cada vez mais oleosidade no interior da fibra, mas, nem por isso, estão isentos de reposições de “gordura”, principalmente nas pontas. Para este tipo de cabelo, geralmente reduzimos a frequência de aplicação para uma nutrição semanal.

Atente-se sempre às recomendações do fabricante!

As marcas de cosméticos no Brasil estão sempre inovando e realizando diversas pesquisas para poder oferecer o melhor tratamento indicado para cada tipo de cabelo. E, aqui no Brasil, temos muitos tipos de cabelos. Por isso, é importante atentar-se às indicações dos fabricantes quanto ao seu tipo específico e qual a frequência de uso ideal.

Como sei se preciso fazer uma Nutrição?

Um cabelo bem nutrido é um cabelo com bastante brilho, cutículas seladas, pouco frizz e com toque bem macio e sedoso.

Ao contrário do que muitos pensam, a reposição de óleos não causa excesso de peso nos fios, muito pelo contrário! Utilizando os óleos certos, a tendência é equilibrar a carga oleosa na fibra e doar aos seus cabelos uma maior maleabilidade e luminosidade.

Os cabelos que precisam de nutrição geralmente estão com aspecto opaco, volume acima do desejado e bastante frizz. Observe os “sintomas” dos seus fios e, caso atendam a essas características, tente realizar uma nutrição caprichada para obter a solução e garantir a saúde de suas queridas madeixas.

Nutrição Capilar - Óleo para Cabelo

Como escolher um bom produto para Nutrição?

A escolha de qualquer cosmético para cabelo começa com a leitura daquelas letrinhas pequenas no rótulo (risos). Para fazer uma boa nutrição, procure produtos que contenham manteigas e óleos em sua composição. Atenção: prime por produtos de qualidade e que tenham uma boa concentração daqueles ativos em suas fórmulas.

Os óleos ideais para uma nutrição completa e para a saúde dos fios são os óleos vegetais, que são mais leves, puros e com boa capacidade de absorção.

Por que óleos minerais não são bons para os fios?

Os óleos minerais (ou “Mineral Oil”, como aparecem nas fórmulas descritas nos versos dos produtos) não costumam fazer um trabalho “real” de nutrição. Eles atuam como uma “maquiagem”, tornando os fios bonitos em um primeiro momento, mas formando uma capa que não atua como tratamento, não penetra na fibra capilar e, além disso, são extremamente residuais (e poluentes, diga-se de passagem). A longo prazo, sem os cuidados necessários, esses componentes se acumulam deixando o seu cabelo com aspecto pesado e “sujo”.

Quais componentes devo procurar na fórmula?

Ao escolher um produto para nutrição, opte sempre pelos que apresentam uma boa densidade (aquela textura “durinha” de creme) e que tenham óleos e manteigas naturais em suas fórmulas, tais como:

  • Óleo de Coco;
  • Óleo de rícino;
  • Oliva;
  • Manteiga de manga;
  • Manteiga de abacate;
  • Manteiga de Karité;
  • Manteiga de Cupuaçu;
  • Manteiga de Murumuru;
  • Óleo de macadâmia, entre outros.

Lembramos, novamente, que é sempre muito importante seguir as recomendações do fabricante para o máximo proveito de seu produto:

  • Respeite o tempo de pausa indicado;
  • Respeite a quantidade a ser aplicada nos fios;
  • Mantenha a frequência ideal de aplicações para seu tipo de cabelo;
  • Guarde seu produto em local seco, fresco e longe da luz e calor;
  • Atente-se à data de validade e não utilize o produto em hipótese alguma caso ele tenha mudado cor, textura e/ou cheiro.

Nutrição Capilar - Aplicando a Máscara

UMECTAÇÃO: onde e como encaixo?

Eis uma dúvida frequente entre as pessoas que estão iniciando um Cronograma Capilar: e a Umectação, onde entra?

Sim, ela entra bem aqui, na etapa de nutrição. Em alguns modelos de Cronograma, algumas pessoas já encaixam a Umectação em uma etapa à parte, porém, ela ainda assim faz uso de óleos vegetais e repõe os lipídeos nos fios. Portanto: encaixe seu famoso “banho de óleos” nos dias da nutrição e arrase no brilho!

E você, curte nutrição? Seu cabelo adora óleos e manteigas de todas as formas? Tem alguma dica a mais para enriquecer essa etapa do cronograma? Conte para nós aqui nos comentários!

Saiba mais sobre como fazer uma Hidratação Profunda, acesse;
Conheça a Reconstrução Capilar para devolver a saúde dos seus cabelos, clique aqui.

Beleza Simples: O Portal da Beleza Descomplicada!

Siga-nos!
RSS1k
Follow by Email76
Facebook0
Twitter2k
LinkedIn768
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curtiu? Compartilhe!