Cabelos

Como escolher um salão bom: dicas valiosas!

É muito importante saber como escolher um salão de forma certeira, seja para um tratamento ou para uma transformação química. Já se foi o tempo em que cortávamos os cabelos sempre nos mesmos salões. Geralmente era naqueles mais próximos de casa, mas saíamos de lá sempre com o “básico”. Atualmente, com tantas transformações possíveis, produtos e cortes novos, somos mais exigentes e os profissionais precisam acompanhar as últimas tendências para oferecer sempre os melhores serviços.

Escolher um salão não é tarefa fácil

Como saber se aquele salão tão bacana, que enche os olhos, pode te deixar exatamente do jeitinho que você quer? Algumas dicas são valiosas e vamos tratar delas agora mesmo!

Salão chique = qualidade?

Não! Claro que não. Nós presumimos que se o proprietário tem dinheiro para investir na estrutura, logo, investe em bons cursos, qualificações, especializações e reciclagens. Porém, nem sempre isso acontece! Muitos salões super bem estruturados abrigam profissionais ótimos, mas que talvez não tenham a mão específica para fazer o que você deseja. Em contra partida, muitos salões super simples contam com profissionais tão bons, que você sai até falando “como você veio se esconder aqui?”. Então, não julgue o livro pela capa e tome alguns cuidados!

Esteja certo do que quer fazer e pesquise muito

Digamos que você esteja buscando um salão para uma transformação total: cortar, pintar, alisar, etc. É ideal que você pesquise o corte ou o procedimento que quer e assista a vídeos de profissionais que explicam o passo a passo. Assim, você terá mais segurança sobre o que pode ser comum ou não na hora da execução do trabalho e não será pega de surpresa!

  • Separe os nomes corretos de cores de tinturas/tonalizantes;
  • Leve referências de fotos com o corte desejado;
  • Anote o nome da química que você queira realizar;

Essas são ações de precaução, para não correr o risco de pedir uma coisa e o profissional fazer outra.

Preços e Produtos

Já falamos no quesito “aparência”, porém, para escolher um bom salão, tão ou mais importante que isso é: os profissionais utilizam bons produtos e oferecem preços compatíveis com o mercado?

Sim, encontramos muitos salões “tops” que oferecem procedimentos com produtos baratos, sem qualidade e cujos resultados podem vir a durar pouco. Nesse caso, além de pagar algo por que não é justo, você pode vir a colocar sua saúde em risco.

Não sejamos injustos, o contrário também acontece, pois nem sempre preço e qualidade andam juntos. Porém, existe uma série de fatores que contribuem para o sucesso de um bom trabalho:

  • produtos bons. Principalmente no caso de química alisante é importante que você saiba qual o produto utilizado;
  • profissionais que sabem extrair o melhor dos produtos. Isso permite um resultado melhor, com menos danos e mais duradouros.

Pesquise marcas utilizadas e não caia na conversa “não divulgamos as marcas utilizadas porque é segredo profissional”. E se você faz no/low poo e o profissional cabeleireiro utiliza sulfatos e ativos insolúveis nos seus fios? E se você tem alguma química de transformação que é incompatível com a do salão? Não dá pra correr o risco: pergunte sempre!

Pesquise o salão na internet

Até os salões pequenos já possuem pelo menos uma página em alguma mídia social. Navegue bastante, veja fotos dos resultados de clientes, depoimentos, experiências (e até mesmo o item acima: produtos, marcas, etc). Pesquise nessas mídias, em sites de busca, encontre o máximo possível de referências sobre os locais disponíveis! Outro item importante para considerar em sua pesquisa é o tempo que o salão existe, quem já atendeu e qual é a sua especialidade.

Peça opinião de conhecidos

Às vezes aquela amiga que você adora fez algo muito parecido com o que você quer e deu super certo! Vale pegar a dica do local que ela foi e bater um papo sincero sobre sua opinião e quais os cuidados que teve antes e depois do procedimento. Quanto mais referência de conhecidos você tiver, melhor!

Faça uma auto-avaliação!

Você já pesquisou o que quer fazer, como fazer e até mesmo o salão. Agora é hora de se perguntar: o que eu quero é possível?

Tem algumas transformações que não acontecem em uma só visita ao salão e, aqui vai uma dica valiosa: se um profissional prometer que faz, fuja! Exemplos de procedimentos com os quais devemos tomar cuidado:

  • quem tem o cabelo preto azulado e quer passar para o loiro platinado direto;
  • quem tem fios vermelhos e quer passar para o verde / azul;
  • quem tem cachos relaxados com hidróxido de cálcio e quer alisar.

Um bom profissional, antes de aceitar você como cliente, listará todos os riscos possíveis e qual é a realidade para alcançar o resultado esperado. Ah! Ele irá, se possível, realizar um teste de mecha para verificar a integridade do seu fio e até onde pode ir.

Se o que você desejar fazer não vai ser possível em apenas um dia, confie e evite a dor de cabeça de ter um corte químico daqueles! Afinal, não adianta se enganar achando que “ah, acho que dá sim”, encontrar um profissional que diz “claro que dá certo, vamos fazer!” e o final da história ser desastrosa, não é mesmo?

escolher um salão bom: escolha um profissional específico para o que deseja

Busque salões certificados no que deseja

Sabemos que muitos profissionais fazem de tudo e muito bem, porém, dependendo do que você quer, já existem locais que atendem nichos específicos. Seja aqueles especializados em cachos, especialistas em cortes curtos e médios “diferentes”, especializados em loiras, os que trabalham apenas com cor-fantasia e até mesmo salões que tratam apenas de cabelos grisalhos, sabia? Pois é! O risco diminui quando você opta por um salão que faz exatamente aquilo que você quer, com qualidade e certificação.

Cabelo cacheado ou crespo? Atenção redobrada!

Houve uma grande expansão de salões especializados em cabelos crespos, étnicos e cacheados (para a nossa alegria). Porém, caso você seja adepta de alguma rotina capilar como o low/no poo, preste atenção! Alguns salões prezam pelo tratamento e corte de cabelos naturais ou pela modelagem química dos cachos, e podem não utilizar os mesmos produtos os quais você está acostumada. Isso sem falar nos cortes, que requerem todo cuidado e técnica possíveis para bons resultados. Então, se esse é seu caso, pesquise bem para escolher um salão cuja rotina dos seus fios será respeitada.

Tecnologia, limpeza e organização

O salão não precisa ter pompas e regalias para oferecer o que há de melhor em tecnologia para você! Mas, quando visitar um salão perceba se as ferramentas são boas: tesouras, secadores, chapinhas, estufa para esterilização de materiais, produtos descartáveis, enfim… Tudo que diga respeito a bons equipamentos, higiene e organização, conta! Acha que não faz diferença? Então digamos que o procedimento escolhido é uma escova progressiva: se o salão não tiver ao menos um bom secador e uma chapinha que alcance a temperatura ideal, seus resultados provavelmente não serão tão duradouros e a qualidade do procedimento irá por água abaixo!

Atendimento: super importante!

Sim, ao escolher um salão bacana e um bom profissional, o mínimo que se espera é que você seja atendida da melhor maneira! Sentiu-se desconfortável de alguma forma? Vá embora! Isso inclui qualquer tipo de tratamento que atinja direta ou indiretamente sua autoestima… Afinal, você não procura um local desses para modificar-se, transformar-se, à toa: você sabe que se ama, conhece sua própria beleza e preza pelo seu melhor. Se tiver alguns belisquetes, bebidinhas refrescantes ou qualquer mimo enquanto você aguarda, melhor ainda. Você tem que entrar no local bem e sair espetacular, nada menos que isso!

Você pode gostar também de:

Compartilhe nas redes sociais
0
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Gostou do Blog? Compartilhe com amigos!