Seu Mundo, Seu Jeito

Como ajudar pessoas em momentos delicados

A vida tem seus altos e baixos, isso é fato! Já falamos por aqui, inclusive, como driblar crises de ansiedade e raiva com exercícios simples de autocontrole. Porém, às vezes não somos nós quem temos que lidar com momentos delicados… E sim, pessoas próximas e muito queridas. Por isso, trazemos algumas dicas de empatia para ajudar pessoas que estejam passando por crises das mais diversas naturezas! Afinal, não custa se colocar no lugar do outro e cuidar com carinho de quem amamos, não é verdade?

ajudar pessoas em crises de pânico ou ansiedade

Confira o que você pode fazer para tornar a vida das pessoas à sua volta muito melhor:

Dedique um tempo exclusivo a essa pessoa

Sabemos que muitas vezes, na correria do dia a dia, temos que facilitar e agilizar as relações interpessoais. Mas as pessoas que estão passando por momentos de fragilidade precisam sentir-se especiais. Elas precisam sentir que têm atenção exclusiva e que podem contar com um pouco de carinho. Procure saber se a pessoa quer sair, o que gosta de fazer, o que gostaria de ganhar ou apenas se ela precisa de colo, sem muito tumulto, apenas um pouco de atenção e um tempinho fazendo “vários nadas”, de maneira exclusiva!

Não force interações

Às vezes, como já diria uma famosa música, sair de casa já é se aventurar. A pessoa pode estar querendo ficar um pouco reclusa, intimista, e não há problema algum nisso. Se sentir que é essa a situação, respeite. Ofereça alguma sugestão mais branda para estar com ela da maneira que ela escolher. Não tente forçar saídas ou apelar para o velho argumento “você precisa respirar, se movimentar, ver gente e sociabilizar!”. Dependendo do que ela tem, tais atitudes podem até mesmo piorar o quadro geral. Lembre-se: ajudar pessoas não é fazer o que VOCÊ acha certo fazer, ou que funciona para você. É sobre olhar e respeitar o outro.

Foque nos pontos positivos dessa pessoa

Parece óbvio, mas muitas pessoas em crise, não querem saber se você as acha preguiçosas, acomodadas, fracas, etc. Elas podem estar passando por um momento difícil, mas ainda assim, possuem inúmeras qualidades que merecem mais atenção! Que tal enfatizar esses pontos, simplesmente encorajando que eles se sobressaiam? Para isso, algumas frases-chave podem ajudar, como por exemplo:

  • Você está indo muito bem!
  • Você ainda não está onde queria, mas olha o quanto já caminhou!
  • Você vai conseguir melhorar antes que perceba. Você tem dado o seu melhor e isso é maravilhoso!
  • Não tem problema se ainda não conseguiu fazer as coisas como acha que deveria. Você pode tentar novamente ou até mesmo descobrir novas maneiras de chegar lá!
  • Eu gosto do seu senso de humor para lidar com a vida;
  • Você não precisa abraçar o mundo inteiro, respire e faça uma coisa de cada vez, com calma, respeitando seu próprio tempo.
  • Admiro o seu capricho e criatividade em realizar coisas simples, isso faz toda a diferença;
  • Não existe problema em estar cansada ou de saco cheio neste momento. Pause, respire e retome, confio na sua capacidade;
  • Você não precisa parar por isso só, estamos juntas sempre que preciso.

Entre tantas outras frases que reconheçam o que há de melhor na pessoa.

ajudar pessoas em crise - boas ações

Pequenos mimos terapêuticos

Um presentinho sem data especial é sempre bem vindo, pois pessoas adoram ser mimadas e cuidadas! Mas se uma pessoa está em um momento difícil, que tal oferecer algo que vai ajudar também na crise?

  • uma vela aromática ou um vidrinho de essências relaxantes para que ela tome um banho ou perfume a casa;
  • uma caixinha de algum chá mais especial;
  • um voucher em um spa (nem que seja por algumas horas, mas para incentivar que a pessoa tenha um tempo para si);
  • uma cartinha escrita à mão com algumas das frases que citamos!

Enfim, o que você julgar que pode funcionar para que os dias dessa pessoa tenham alguns minutos de paz.

Tente não se comparar a ela

Dividir dores é importante, porém, há de se tomar cuidado! Esse momento com a pessoa pode se tornar uma competição de “quem sofre mais?”.

Você pode achar que o problema dela é simples, mas naquele momento, uma coisa é fato: não há nada pior do que você estar em agonia, dividir isso, e escutar de volta algo do tipo “ah, mas eu passei por isso, mas foi pior e estou bem!”. Isso drena a energia da pessoa, faz sentir-se com culpa por trazer à tona algum problema seu e, pior: pode causar aquela sensação de que “a dor é só o que existe, ninguém está livre disso e só tende a piorar”.

É claro que, se a pessoa solicitou uma opinião ou relato, até para ter o conforto de que não está sozinha, aí vale dividir. Mas se o caso for de dar apenas apoio, fique mais à parte da situação e escute, ampare, console, independente da sua experiência naquilo.

Na dúvida? Coloque-se de lado.

Sim, é isso que você entendeu: se for para achar “frescura”, para diminuir a experiência do outro, para minimizar suas dificuldades (ou simplesmente não acha que tem muito o que fazer ou falar no momento), é melhor respeitar e manter-se longe. Sinalize, se quiser, que estará aí quando a pessoa decidir te procurar… Mas não faça nada para menosprezar o esforço dos outros. Não adianta querer “levantar” alguém querido na base do chute, com choques de realidade ou discurso rude / irreverente sobre o que ela está passando. Se não se acha com aptidão para ajudar, se doar e ter paciência, mantenha uma distância saudável e pronto.

ajudar pessoas - seja luz

Existem várias outras formas de ajudar pessoas queridas nas horas mais difíceis, porém, o importante mesmo é que o trabalho seja feito por um terapeuta ou profissional qualificado. O que você pode fazer é apenas incentivar a busca pela melhoria, com calma e muita gentileza! Doe atenção, esteja ao lado, caminhe junto (nem caia com ela, nem se mostre “super à frente disso”). Tendo pequenos gestos empáticos, sem dúvidas, a vida se torna mais simples e as dificuldades se superam com muito mais facilidade!

Você pode gostar também de:

Compartilhe nas redes sociais
0
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Gostou do Blog? Compartilhe com amigos!