Cabelos

Coloração, Tonalizante e Matizador: quais as diferenças?

Não há como negar: quem ama colorir os cabelos (ou realçar a cor natural) se depara hoje com uma infinidade de produtos. Por isso, é fácil se confundir no que usar e comprar. Hoje vamos te ajudar a descobrir quais as diferenças de coloração, tonalizante e matizador!

Principais diferenças entre coloração, tonalização e matização:

coloracao tonalizante e matizador quais as diferencas

Coloração / Descoloração

A coloração costuma ser durável. Geralmente possui amônia e/ou fórmulas que modificam a estrutura dos fios, mexendo de maneira profunda na massa melanínica (que dá cor aos cabelos).

A coloração é indicada para mudar a cor dos fios de maneira definitiva. Como abre bastante as cutículas dos fios, é necessário um bom cronograma capilar com tratamentos à base de óleos e proteínas que ajudem a selar as escamas e acidificar as fibras capilares para trazer de volta o pH natural.

Igualmente agressiva e que requer muito cuidado, há a Descoloração. Aqui, o procedimento visa a retirada da massa melanínica dos fios. Esse clareamento acontece até se atingir o tom ideal para uma tonalização ou coloração (principalmente cores fantasia). É feita com pó descolorante + água oxigenada e sempre deve ter a supervisão de um profissional! Ah, importante: sempre realizar teste de mechas, pois é uma das químicas mais fortes. Muitas pessoas acham que só a tintura ou algum matizador são capazes de clarear os fios… Fica a dica: quem clareia os fios é essa dupla aqui.

Tonalizantes

O tonalizante é uma espécie de tintura semipermanente e oxidante. Utilizado para corrigir ou dar o tom desejado aos cabelos, tem duração menor e os efeitos de modificação são mais sutis.

Geralmente o tonalizante é livre de amônia, mas ainda assim possui riscos de danos! Eles penetram muito na fibra do cabelo e se depositam entre o córtex e a cutícula. Só por isso, já podemos entender que qualquer que seja a fórmula, é fato que permanecerá no interior da fibra e terá ação contínua. Como já dissemos: requer muito tratamento para manter a saúde e a vitalidade dos cabelos.

Quais os tipos de tonalizantes?

Os tonalizantes podem ser de dois tipos: o corretor de cores e o banho de brilho. Os corretores servem, como o nome diz, para corrigir e realçar a cor dos seus cabelos. Eles podem ser misturados com a tintura permanente e água oxigenada para anular alguma tonalidade indesejada nos fios (loiros amarelados, castanhos esverdeados, etc) ou para dar uma força extra na fixação dos pigmentos.

Já o banho de brilho é mais indicado para quem passou por descoloração e quer fixar a cor por mais tempo.

Ou seja, ambos podem acentuar a cor dos fios, corrigir tonalidades indesejadas e dar mais brilho e saúde. Parece tratamento, mas, na verdade, também requer cuidados posteriores.

Matizador

A “matização” é uma técnica de manutenção da cor e do tom feita com produtos matizadores.

Como funciona a matização?

A matização se dá por produtos que possuem pigmentação neutralizante, mas não causam reações químicas de modificação da camada de cor.

Você pode encontrar matizadores em shampoo, condicionador, máscaras e até leave-ins! Lembrando que sempre serão produtos sem poder de penetração (até o córtex), que agem de forma superficial e saem em pouquíssimo tempo. Lado bom: pode ser refeito quando precisar!

Fora para cabelos loiros, a matização também pode servir como um banho de brilho. A diferença é que um é feito com produto de inserção de pigmentos profunda (tonalizantes) e o outro, com manutenção superficial da cor (matizadores).

ATENÇÃO ÀS DIFERENÇAS:

Cuidados e Reações: ATENÇÃO!

Não custa repetir: modificou o cabelo? Tem que tratar!

Existem pessoas que aplicam coloração nos cabelos já fragilizados e o resultado só pode ser um: danos ainda mais intensos.

O efeito principal de quem sofre danos com tinturas e colorações é ver o cabelo ficar elástico/emborrachado. E o que é isso? É quando o fio perde tanta massa, que o danifica, fica sem firmeza e força, ao ponto de quebrar.

Deu ruim, e agora?

Caso você fique com os cabelos emborrachados (elásticos), não se desespere! Adote imediatamente um Cronograma Capilar e mãos à obra para recuperar o cabelo. Porém, mesmo que você não sinta “efeitos colaterais”, é imprescindível cuidar com produtos de qualidade e obedecendo um cronograma próprio para cabelos quimicamente tratados. Afinal, queremos beleza para os fios e sem riscos, não é mesmo?

Você pode gostar também de:

Compartilhe nas redes sociais
error0
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
error

Gostou do Blog? Compartilhe com amigos!